O efeito influência

Ainda há tempo.

Todos os dias nós somos bombardeados por pessoas falando.

Elas falam sobre o que sentem, sobre o que querem, sobre o que gostam e, principalmente, falam sobre quem elas são.

Dentro desse caos, ganha quem sabe escutar. E escutar bem.

Preciso fazer uma confissão: eu achei que seria mais difícil chamar a atenção para um post sobre escutar bem. Saber escutar é uma habilidade urgente pra quem quer se relacionar melhor com seus clientes e vender muito mais para eles.

O problema é que, quando você procura uma solução no mercado, só encontra mais e mais pessoas tentando te ensinar a falar. E falar cada vez mais alto.

Chute uma árvore hoje e veja cair uns 30 cursos te ensinando sobre oratória.

Entre em um site de notícias e veja centenas de novos canais de comunicação surgindo. Abra seu Instagram e veja milhões de pessoas… falando.

É isso que o mundo faz.

Fala, grita, precisa ser ouvido.

E quem ouve, acaba se destacando.

A internet é um marco, definitivamente.

Chegou para revolucionar a nossa história.

Muito provável que você já comprou um curso que não fez. Mas os posts que eu publico servem para uma coisa, preencher as lacunas da sua vida profissional e permitir chegar aonde você quer.

Parece simples, mas exige que eu, como criador de conteúdo, esteja atento ao que você precisa o tempo todo. Digo e repito novamente. O tempo todo, mesmo.

Reflexo dos dia que vivemos, tudo junto e misturado. Você e eu precisamos lidar com uma batalha.

Ser produtivo. Ser muito produtivo.

Muito produtivo, ao quadrado.

O motivo é bem simples: a gente quer trabalhar, estudar, treinar, passar tempo com a família, aprender a cozinhar aquele macarrão diferente.

É preciso agir, um plano de ação.

Por isso resolvi ajudar você nesse sentido.

Te entregar as melhores ferramentas para entender o que é produtividade e como desenvolver essa habilidade. Sim, isso mesmo.

Um plano para aqueles que não querem parar. Pra quem esperou o cartão virar.

Produtividade não é um dom, é método.

Os resultados vão chegar.

Foco na qualidade.

Você consegue!

Para isso:

1. Alinhe sua comunicação

O tom de voz e o estilo de comunicação da sua empresa é um fator de identificação, então use para filtrar o público que seus conteúdos devem atrair.

Se sua persona é composta por executivos de alto nível, use um tom mais formal e direto. Se são jovens empreendedores, um tom mais casual e dinâmico pode ser mais eficaz.

2. Escolha temas relevantes

Utilize as dores e objetivos da sua persona para escolher temas que seu público irá se identificar. Por exemplo:

Maria, 35 anos, Gerente de Marketing;

Desafio: baixa conversão em anúncios;

Objetivo: anúncios que convertem;

Tema: técnicas de copywriting.

3. Crie conteúdos que ajudem

Educar e ajudar seu público é uma excelente forma de atrair leads qualificados.

Produza conteúdos que não só informam, mas também agregam valor prático.

Exemplos de conteúdo:

• Posts tutoriais: mostre como resolver problemas específicos passo a passo;

• Artigos de blog: explore profundamente temas relevantes;

• E-books: ofereça materiais mais extensos e detalhados.

4. Histórias que geram identificação

Use técnicas de storytelling para mostrar como outras pessoas em situações semelhantes superaram desafios com a ajuda do seu produto ou serviço.

Histórias são poderosas porque geram conexão emocional.

A Creator Economy tem se modificado na velocidade da luz desde que o período de isolamento social marcou uma nova era na criação e publicidade digital. - YOUPIX

Enquanto isso, a internet segue como farol e vai trazer todas as movimentações de um novo mercado de trabalho. Vem comigo!

Não seja escravo do seu negócio

Já ficou claro que ninguém sobrevive muito tempo aqui na internet mirando apenas em números e conteúdos vazios bem empacotados.

As pessoas se conectam e engajam muito mais com autenticidade e não com um conteúdo totalmente roteirizado, cheio de filtro, onde o creator fica mostrando como a sua vida é perfeita e com total de zero problemas.

Cá entre nós, foi-se o tempo em que vidas instagramáveis geravam tanto buzz - as marcas que estão percebendo essa mudança e cocriando, ao invés de engessar roteiros, estão largando em vantagem nesse processo.

O grande lance aqui é audiência.

Lembre-se, o conteúdo é feito para pessoas reais, com vidas reais, com problemas reais, que almejam encontrar conforto e não um checklist recheado de frustração.

Não deixe que o algoritmo tome conta da sua campanha, do propósito do produto e do conteúdo. Be real - afinal, quanto mais real, mais identificação e quanto mais identificação, mais engajamento.

Nossos seguidores têm algo em comum: eles não gostam de gastar dinheiro à toa com lead que não compra nada, e nem tempo/energia com estratégias de vendas que não funcionam.

Isso é óbvio, porque ninguém quer gastar tempo e dinheiro em vão. Acontece que não é sempre que você sabe o que fazer pra controlar isso. Se soubesse, você já estaria multimilionário.

Por isso é que talvez você ainda esteja emendando um job atrás do outro, ou batendo a cabeça tentando fazer algo muito complexo dar certo, e ainda esteja gastando tempo e dinheiro sem precisar.

Se você quer saber como implementar essa estratégia de vendas no seu negócio, preste atenção (em todos os detalhes): o que é, como aplicar, quando aplicar.

Vou propor um pensamento prático:

👉🏻 Cansado de gastar dinheiro em tráfego?
👉🏻 Crescer a sua base vai mudar seu jogo?
👉🏻 Vender mais é o que você deseja?

Eu não quero te apressar, longe disso.

Mas por que esperar pelo sucesso?

Segunda-feira é um grande dia.

Cuidado com o que deseja.

Seu recomeço em 2024.

Para me seguir no Instagram: clique aqui.

Leonardo Coletti

Leonardo Coletti